Beber sem ressaca

Por Pâmela Oliveira, de O Dia Online.

Vinho na ceia de Natal. Cerveja na festa de fim de ano do trabalho e mais bebida na noite do réveillon. Para que a maratona de comemorações não termine em uma ressaca histórica, não exagerar nos brindes é o melhor conselho. Mas outras dicas, como intercalar copos de água com o álcool e ingerir uma colher de azeite antes da primeira dose, também podem fazer a diferença no dia seguinte.

“A ressaca é sinal de intoxicação do organismo. Beber com estômago vazio, por exemplo, é a certeza de ressaca no dia seguinte. Quando o álcool cai no estômago vazio, ele vai mais rapidamente para a corrente sanguínea. Além de a pessoa ficar embriagada mais rapidamente, o fígado não tem tempo para metabolizar o álcool e fica sobrecarregado”, explica a nutróloga Tamara Mazaracki. “Antes mesmo da Ceia de Natal, a pessoa pode comer nozes, castanhas, avelãs que ajudam a evitar a ressaca.”

Segundo os médicos, a bebida em excesso provoca a desidratação do organismo, o que dificulta o funcionamento do fígado e dos rins porque o sangue fica mais concentrado. “Por isso, a pessoa não pode esquecer de beber água quando estiver ingerindo álcool ou mesmo logo depois, quando chegar em casa”, diz a nutróloga.

Não misturar bebidas destiladas, como cachaça, vodca e uísque, como fermentados, como cerveja é uma dica antiga, mas que nem sempre é seguida. A mistura de bebida alcoólica com energéticos também não é indicada porque pode causar arritmias cardíacas, afirmam os cardiologistas.

Os que não conseguirem conter os excessos têm ainda uma última chance: água de coco, chá de hortelã e sucos de frutas cítricas podem ajudar a reduzir a ressaca. “O hortelã ajuda na recuperação do fígado e auxilia a eliminação de substâncias tóxicas”, diz Tamara.

Outros cuidados

Ressaca em seis posições

Foto: Aline

Beber em locais fechados, como festas em que várias pessoas estão fumando, é garantia de ressaca. A intoxicação do álcool misturada ao monóxido do cigarro, por exemplo, é maior porque a pessoa fica sob efeito de duas substâncias tóxicas, afirmam os médicos.

Pessoas que estão usando medicamento para desentupir o nariz não devem ingerir álcool. Esse tipo de medicamento tem uma substância derivada da adrenalina que associada ao álcool pode desencadear arritmias cardíacas. Também não se deve tomar anticonvulsivantes nem inibidores do sono em horários próximos à ingestão de álcool.

Aqueles que usam remédio para controlar a pressão não devem suspender a medicação caso pretendam beber. A falta do remédio é mais prejudicial do que a associação entre o medicamento e a bebida.

Resumo

  • Intecale a bebida com copos d’água;
  • Tome uma colher de azeite antes da primeira dose;
  • Não beba com o estômago vazio;
  • Não misture bebidas destiladas com fermentadas;
  • Se já exagerou, água de coco, chá de hortelã e sucos de frutas cítricas podem ajudar a reduzir a ressaca;
  • Não fume bebendo ou evite locais fechados com muitos tabagistas;
  • Não misture bebida com descongestionante nasal (Sorine, Neosoro etc);
  • Não é aconselhável, mas é melhor misturar remédio para pressão e álcool do que deixar de tomá-lo. Ou melhor, tomá-los.

URL da Imagem do Autor: Webmaster

Compartilhe Este Artigo no

4 Comentários

  1. Só agora li as dicas.Fiz tudo ao contrário.Por isso estou juntando os cacos do excessos até agora…rs

    Deixar uma Resposta
  2. OLÁ!

    QUERIA SABER PQ QUANDO CONSUMO CERVEJA NO DIA SEGUINTE TENHO O SENSSAÇÃO DE QUE MEU CORAÇÃO FICA TREMULO.E SÓ BEBO CERVEJA! TENHO QUE PARAR DE BEBER?

    Deixar uma Resposta
  3. PEDRO VC È UM FRACO! TEM QUE PARAR DE BEBER SIMM! “CORAÇÂO FICA TREMULO” COISA DE VIADO ISSO!

    Deixar uma Resposta

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *