Cerveja e Saúde

Um brinde à saúde

Calorias da cervejaA cerveja possui alto valor nutritivo e é fácil e rapidamente assimilada pelo organismo. Seus componentes, segundo Egon Tschope, mestre cervejeiro e pesquisador, indicam salubridade. São vitaminas, minerais, carboidratos e proteínas, além do álcool que, se consumido sem exagero, também é benéfico.

Repositoras de eletrólitos, as cervejas são bebidas que possuem 400/kcal/litro, o que corresponde a aproximadamente 15% das necessidades diárias de um adulto e equivale, em termos de proteína, a 100g de carne, 700ml de leite integral ou seis ovos cozidos. Os sais minerais incluídos em sua composição – 0,4g/l – correspondem a 10% das necessidades de um ser humano.

Além disso, as cervejas são ricas em vitaminas, sobretudo as do chamado complexo B. A vitamina B1 auxilia no funcionamento dos músculos, nervos e cérebro; a B2 colabora para a manutenção dos tecidos; a B5 atua no metabolismo dos carboidratos e gorduras; os minerais, como cálcio e fósforo, são essenciais para a composição dos ossos; e o potássio, junto com o cálcio, assegura, entre outros benefícios, o bom funcionamento do coração.

Por ter pH baixo – em torno de 4,0 – associado às ações microstáticas do álcool e das resinas amargas do lúpulo, e possuir CO2, a cerveja fortalece a imunidade do homem contra o desenvolvimento de microorganismos patogênicos. Ao contrário das demais bebidas alcoólicas, segundo Tschope, a cerveja proporciona um aumento da diurese, provocado pelas resinas amargas do lúpulo solubilizadas. Entretanto, sua ingestão é desaconselhável para determinadas pessoas, como as que apresentam hiperuricoemia (quantidade excessiva de ácido úrico no sangue).

O álcool

Diversos estudos demonstram que a cerveja, consumida com moderação, é uma bebida saudável, que proporciona efeitos positivos, entre eles a melhoria da capacidade física, a redução dos estados ansiolíticos e depressivos, a diminuição das pressões sistólicas e diastólicas e a redução dos riscos de infartos e cardiopatias em geral, além de garantir maior resistência contra infecções.

Entende-se como consumo moderado de cerveja a ingestão diária média de até 1 litro, o que corresponde a, no máximo, 40 g de álcool puro por dia. Segundo Egon Tschope, pesquisas realizadas em universidades alemãs mostram que o consumo de 1,5 a 2 litros de cerveja, divididos em um dia, ainda pode ser considerado saudável.

Por causa de sua composição, a cerveja não é simplesmente uma bebida que contém álcool. Estão presentes em sua fórmula um grupo de proteínas pré-digeridas, sais minerais e açúcares de fácil digestão, o que confere à bebida uma característica importante, o tamponamento, que reduz sensivelmente o seu efeito alcoolizante. Essa particularidade é perceptível principalmente quando se compara a ingestão de cervejas com a ingestão das mesmas quantidades de álcool contidas em outras bebidas. Beba com moderação e responsabilidade.

Recomendações

Algumas recomendações devem ser observadas para que o consumo de cerveja seja apenas prazeroso:

  • Evitar misturas de diferentes bebidas alcoólicas ou, se houver mistura, que seja feita na ordem inversa de suas concentrações alcoólicas. Por exemplo, cerveja depois do vinho e nunca o contrário.
  • Não beber se estiver tomando remédios. O aumento de diurese provocado pela cerveja pode, por exemplo, eliminar os antibióticos da corrente sangüínea.
  • Comer bem e ingerir outros líquidos não alcoólicos antes da cerveja, como água ou refrigerante, por exemplo, que diminuem o efeito alcoolizante.
  • Bebida alcoólica e direção não combinam. O álcool relaxa mas pode diminuir os reflexos necessários aos motoristas.

Efeitos

Sintomas de subnutrição, peso abaixo do normal e inapetência, que podem se transformar em doenças mais graves, como a hepatite alcoólica e a cirrose hepática, são conseqüências do uso abusivo de bebidas alcoólicas.

Compare os nutrientes da cerveja com os encontrados em outras bebidas alcoólicas nos quadros abaixo, reunidos pelo Departamento de Agricultura do Governo dos Estados Unidos. Eles demonstram as vantagens nutricionais da cerveja:

Comparação de nutrientes em bebidas
ProdutosCervejaVinhoDestilado
NutrientesUnidades1 garrafa (356g)1 copo (103g)1 dose (42g)
Águag326.58891.56726.838
EnergiaKcal145.96072.100105.000
EnergiaKj612.320301.790439.320
Proteínag1.0680.2060.000
Lipídeo, gordurag0.0000.0000.000
Carboidrato (por diferença)g13.1721.4420.042
Fibrasg0.7120.0000.000
Álcoolg12.8169.57915.120
Cinzag0.3560.2060.000
Minerais
Cálcio (Ca)mg17.8008.2400.000
Ferro (Fe)mg0.1070.4220.017
Magnésio (Mg)mg21.36010.3000.000
Fósforo (P)mg42.72014.4201.680
Potássio (K)mg89.00091.6700.840
Sódio (Na)mg17.8008.2400.420
Zinco (Zn)mg0.0710.0720.017
Cobre (Cu)mg0.0320.0140.008
Manganês (Mn)mg0.0430.1490.006
Selênio (Se)mcg4.2720.2060.000
Vitaminas
Vitamina C (total ácido ascórbico)mg0.0000.0000.000
Tiamina (B1)mg0.0210.0040.003
Riboflavin (B2)mg0.0930.0160.002
Niacinamg1.6130.0760.005
Ácido pantotênicomg0.2060.0290.000
Vitamina B6mg0.1780.0250.000
Folatemcg21.3601.0300.000
Vitamina B12mcg0.0710.0100.000
Vitamina A (IU)IU0.0000.0000.000
Vitamina A (RE)mcg RE0.0000.0000.000
Vitamina Emg ATE0.0000.0000.000
Lipídeos0.0000.000
Aminoácidos (*)
Tryptophang0.0110.000
Threonineg0.0180.000
Isoleucineg0.0180.000
Leucineg0.0210.000
Lysineg0.0250.000
Methionineg0.0040.000
Cystineg0.0110.000
Phenylalanineg0.0210.000
Tyrosineg0.0530.000
Valineg0.0320.000
Arginineg0.0320.000
Histidineg0.0180.000
Alanineg0.0390.000
Ácido aspárticog0.0430.000
Ácido glutâmicog0.1100.000
Glycineg0.0320.000
Prolineg0.1070.000
Serineg0.0180.000
Fonte: USDA Database for Standard Reference, Release 14 (julho 2001)
(*) Nada consta para vinhos no USDA

Fonte: Sindicato Nacional da Indústria da Cerveja

URL da Imagem do Autor: Webmaster

Compartilhe Este Artigo no

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *