Motorista bêbado põe culpa em unicórnio

Um motorista que se envolveu recentemente em um acidente na cidade americana de Billings insiste em dizer que não teve culpa pelo desastre. O responsável, segundo ele, foi um unicórnio.

Segundo o inquérito policial, a caminhonete do acusado passou no sinal fechado e quase bateu em outro caminhão num cruzamento. Na seqüencia, fez um retorno radical em um posto de gasolina, atravessou a rua e bateu no poste. Ninguém ficou ferido.

O motorista, Phillip Holliday Jr., foi parar na delegacia e teve de responder a uma acusação por condução temerária. Como argumento de defesa, negou que estivesse dirigindo a picape no dia do acidente e informou às autoridades que um unicórnio é que estava ao volante.

Foto: Imelda Bettinger

Foto: Imelda Bettinger

Phillip tem 42 anos e cinco condenações anteriores por dirigir alcoolizado. Está novamente respondendo por direção perigosa e embriaguez ao volante. Diante do tribunal, no começo desta semana, ele voltou a dar sua mitológica versão.

Unicórnios são animais mitológicos (não existem e nunca existiram). Há séculos são representados como tendo corpo de cavalo, cabeça de veado e um único chifre reto e comprido na testa. Representam força e pureza, e têm o poder de afastar o mal.

Segundo a acusação, Phillip está tentando fazer o unicórnio de bode expiatório.

Enquanto corre o processo, o juiz Gregory Todd fixou a fiança em salgados US$ 100 mil (cerca de R$ 210 mil), apesar de o advogado de defesa argumentar que a última condenação de Phillip foi há 14 anos.

Aparentemente, o efeito do último pileque não passou…

Fonte: G1

URL da Imagem do Autor: Webmaster

Compartilhe Este Artigo no

Enviar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *